Essa luz

7b6b304135be1e34e9a4a193f5c3ae62

Perde a calma. Perde as estribeiras. Perde a cabeça, a paciência, perde a voz, a razão. Perde tudo, só não percas a esperança. É ela que te fará recomeçar, mais forte, mais seguro. Cultiva-a. Dá-lhe outros nomes, fé, crença, sonho, deus… Guarda-a em ti como o mais valioso dos pertences. Ela será a tua luz na escuridão.

Anúncios

faz o que dizes não digas o que fazes

ede78ebd060e50a676e85a3fd76fa599

O problema nunca foi a falta de palavras bonitas. Essas sobravam-te. Eram poucas, é verdade, mas repetias uma e outra vez, uma e outra vez, como um mantra sem fim. Talvez fosse também um problema. A abundância leva à desvalorização. Um “gosto de ti” repetido muitas vezes deixa de transpor sentimento. Um “és importante para mim”, todos os dias perde importância. As palavras bonitas devem ser medidas, tal qual os antibióticos devem consumir-se com moderação, sob pena de deixarem de fazer efeito.

O verdadeiro problema era os gestos não coincidirem com as palavras…

fecha os olhos e vê

E se eu tiver direito a um desejo, é isto que eu quero: olhos felizes. Olhos que vêm a luz na escuridão. Olhos que gravam na retina o melhor de tudo e fazem repeat, uma e outra vez. Olhos que sentem e trazem sentido. Olhos que mostram o melhor de tudo. Olhos que fazem sorrir. Quero olhos que tragam esperança ao que vejo, porque tudo tem um propósito, olhos que explicam e clarificam. Olhos que dêem cor a esta vida soturna.