(a)mar

2bdbfdf0bd2496f8b364b482e84b60fc

E às promessas que fizeste junto ao mar, ele virá para as levar…

 

Anúncios

olha e vê…

98108be5dcc250b71a154bf5c83e2ab2

Aquele dia amanheceu com uma cor diferente. A luz brilhava com mais intensidade. Tudo era mais claro, como se lhe tivessem tirado a lente fosca e suja que não deixava ver com nitidez. Foi então que, numa rápida troca de olhares, os seus olhos encontraram os dele. Naquele dia eles viram-se pela primeira vez, apesarem de já se terem olhado tantas outras vezes…

mergulho

9e4638607a1ad7bbf2eed5b936ad7bd6

Conheciam-se há precisamente 4 horas quando ele se sentou em frente dela e, tal qual um livro humano, leu-lhe as passagens mais difíceis da sua vida. A toxicodependência dos pais, os anos no abrigo, a separação dos irmãos, a infância sem infância, a vida de sobrevivência desde os primeiros anos, o escape à herança de crimes. No fim do discurso, os olhos dele iluminavam tudo à sua volta. Ela sentiu-se despida. Completamente desarmada de preconceitos, julgamentos, pena. A nossa história é apenas uma história, não há vergonha no que nos acontece. O que nos define é o que fazemos com isso.

Hoje ele dedica-se a ajudar quem precisa. É a pessoa que gostava de ter encontrado quando passou pelo que passou. Tem escrito os mais belos capítulos da sua história.

faz o que dizes não digas o que fazes

ede78ebd060e50a676e85a3fd76fa599

O problema nunca foi a falta de palavras bonitas. Essas sobravam-te. Eram poucas, é verdade, mas repetias uma e outra vez, uma e outra vez, como um mantra sem fim. Talvez fosse também um problema. A abundância leva à desvalorização. Um “gosto de ti” repetido muitas vezes deixa de transpor sentimento. Um “és importante para mim”, todos os dias perde importância. As palavras bonitas devem ser medidas, tal qual os antibióticos devem consumir-se com moderação, sob pena de deixarem de fazer efeito.

O verdadeiro problema era os gestos não coincidirem com as palavras…