wild idea

1c93b6c739880b3a6da5a3376a04a5fa.jpg

E se, deixassemos de separaratismos quanto a direitos das mulheres, direitos dos homosexuais, direitos dos carecas e dos e amputados do dedo mindinho  e passássemos todos a pugnar pelo respeito e cumprimento dos Direitos do Homem porque afinal, “todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos”?!

 

Anúncios

volto aqui, a ti…

 

18cc1f5b79f58c1eac536c8fd8db1ccf

No mês dos balanços volto a este recanto para recordar o ano passado. Já não vinha aqui há muito. Tudo está como deixei. Tudo está igual, menos eu. Descubro-me hoje num lugar melhor, apesar de estar em piores condições. Curioso como crescemos com as dificuldades! Incrível como montanhas que pareciam tão altas, tão intransponíveis agora, à luz da distância, não passam de pequenos amontoados de terra colorida pela nossa passagem. Ou se calhar somos nós que crescemos, somos nós que nos agigantamos e assim vamos seguindo, aprendendo e crescendo, em tamanho, em esperança, e em coragem, até sermos maiores que a própria vida.

old habits die hard…

6f1a2a75a13649379c7d67502e2ea777

 

(aquele momento em que, em retiro num templo budista, te vês na situação de ter de ocultar o cadáver de uma barata porque assinaste o compromisso de não fazer mal a nenhum ser vivo! Nenhuma transformação é fácil… )

olha e vê…

98108be5dcc250b71a154bf5c83e2ab2

Aquele dia amanheceu com uma cor diferente. A luz brilhava com mais intensidade. Tudo era mais claro, como se lhe tivessem tirado a lente fosca e suja que não deixava ver com nitidez. Foi então que, numa rápida troca de olhares, os seus olhos encontraram os dele. Naquele dia eles viram-se pela primeira vez, apesarem de já se terem olhado tantas outras vezes…