dessa dor que nos inspira

Se um dia alguém, perguntar por mim
Diz que vivi para te amar
Antes de ti, só existi
Cansado e sem nada para dar

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei, que não se ama sozinho
Talvez devagarinho, possas voltar a aprender

Se o teu coração não quiser ceder
Não sentir paixão, não quiser sofrer
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração, pode amar pelos dois

(Ninguém consegue amar por dois. Ninguém consegue suportar sozinho o peso de uma relação. Sim, há sempre aquele momento em que o que sentimos é tão intenso que achamos que contagia. E damos o melhor de nós. Investimos tudo o que temos, num fundo sem fundo nem retorno. Até que, esgotados, olhamos para o nosso coração, outrora gigante, capaz de amar por dois e já nada resta. Não é bonito, não acaba bem, mas que dá um poema do caraças, lá isso dá! (a propósito esta é a letra da canção Amar pelos Dois, composta por Luísa Sobral).)

Anúncios

2 comentários sobre “dessa dor que nos inspira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s